14 de mai de 2013

O Polaco


"O cárcere é um negócio e todos os negócios provenhem do crime" diz o polaco.
No seu país o cárcere é ainda pior que aquí, saen ao pátio 1 hora ao día e estám seis ou sete num quarto. Ele tivo um
problema há muitos anos com uns mafiosos do seu país que ameaçavam a sua familia,e , tras 23 anos fugido vivendo e trabalhando
 sem papeis com outra identidade, um dia indo a mercar o pam, quando o param pola rua os polícias, trabuca-se ao ensinar o seu pasaporte
e ensina o que nom devia. Total, que o detenhem e pidem-lhe cadea perpétua em Polonia.

Na engranagem carcelária colhem muitas histórias e personagems, gente que sabe que o dinheiro nom é legal nem ilegal,
que o dinheiro move o mundo,e que este procede da guerra, da conquista, da especulaçom, do crime.Que há trabalhos legais
e trabalhos ilegais.

Sabe que nos EEUU os cárceres som privados, que "quem fai a lei fai a trampa", que "todo funcionário tem o seu preço", que
os verdadeiramente poderosos nunca entram no cárcere, que a repressom é também un negócio, que "todos somos peças desse
jogo".Sabe-o o ionki, o preso "político", o atracador e o ladrom.

Do que se trata é de libertar-nos da engranagem.
Viva Galiza Ceive!        Abaixo os muros das prisoms!